Mercado Livre realiza parceria com marcas para conter a pirataria de produtos na plataforma

A plataforma de e-commerce Mercado Livre anunciou, nesta segunda-feira (29), uma parceria com diversas outras empresas para combater a falsificação e a pirataria dentro do ecossistema de compra e vendas do serviço.

Chamada de Anti-Counterfeiting Alliance, ou Aliança Antifalsificação, a iniciativa é 100% colaborativa, baseada em ações de combate às infrações de propriedade intelectual e busca também ampliando a conscientização sobre o tema.

De acordo com a empresa, já integram o projeto marcas como Levi Strauss & Co., Pink, Tommy Hilfiger, Under Armour Victoria’s Secret, dentre outras. A iniciativa é pioneira na plataforma e é pautada nos valores de confiança, integridade e transparência.

“Temos padrões rígidos para oferecer a melhor experiência para compradores e vendedores e, por isso, acreditamos firmemente que trabalhando em conjunto com proprietários das marcas, trocando informações e apoiando uns aos outros, podemos reduzir a atuação de vendedores mal intencionados”, destacou o vice-presidente sênior Jurídico e de Relações Governamentais do Mercado Livre para América Latina, Jacobo Cohen Imach.

Nesta fase inicial, o Mercado Livre diz que está convidando marcas que já participam ativamente do BPP e cujas denúncias envolvem, principalmente, anúncios de produtos falsificados ou pirateados.

No final do mês passado, a Anatel lacrou quase 10 mil dispositivos irregulares em centros de distribuição do Mercado Livre. Segundo a própria plataforma, atualmente, são mais de 17 milhões de vendedores, incluindo grandes marcas.

FONTE: Portal Intelectual